terça-feira, 9 de novembro de 2010

Crianças estranhas

Domingo fui a uma chá de fraldas e, depois de muitas indagações sobre quando eu terei meu baby, engatei numa conversa com a mãe de uma pirralha falante que estava por lá. Esta mãe me disse que, com um ano, a filha ainda não andava, sequer engatinhava. Ela, então, resolveu levá-la ao médico, que pediu que a mãe anotasse todas as palavras que a pequena dizia. Na consulta seguinte, com uma lista de mais de 100 palavras, a médica disse: "Vc devia era se preocupar com o tanto que essa menina fala assim tão novinha".
Com o passar do tempo, a menina, mais ou menos com um ano e quatro meses, começou a desenvolver uma mania de limpeza: passava álcool nas bonecas antes de brincar e depois de acabar a brincadeira. E aos domingos, dia em que a mãe fica em casa, ela lava todas as bonecas. E agora ela está com apenas dois anos.
Preocupada, a mãe foi à pediatra, que a encaminhou para uma psicóloga. A psicóloga disse que, tão pequena, não havia o que fazer, mas que os pais precisariam de acompanhamento para conseguirem aguentar a pequena falante e tão senhora de si. A menina decide o que vestir, argumenta sobre tudo e, na primeira semana de aula, disse não estar feliz, motivo pelo qual ela não deveria frequentar aquele lugar.

Outro fato estranho da pequena: ela passou 20 dias na casa de sua avó, uma casa grande e espaçosa, em que ela se locomovia de velotrol para todos os lados. Ao chegar em casa, pensativa, perguntou à mãe "Isso é a nossa sala?"

E aguento com uma criatura dessa?

2 comentários:

Rafa Guerra disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Minha sogra disse q meu marido tinha a mesma mania do álcool kkkkkk Pra falar a verdade, até hoje ele é assim ligado em limpeza, mas a mania do álcool passou...

Crianças nascem sabendo mais do q a gente imagina... hehehe

Liu disse...

Pior é imaginar que qnd crescer vai virar gente... o.O

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...