segunda-feira, 10 de maio de 2010

Um "causo" intrigante

Uma aluna estava comentando, em uma conversa de corredor, faou-me sobre uma cliente de seu irmão, que é advogado. Esta cliente, de 22 anos, é filha de um desembargador e perdeu a mãe no parto. Aos 16 anos, perdeu também o pai, que lhe deixou uma remuneração mensal vitalícia no modesto valor de 25 mil reais.
O interessante não é este valor, que todos desejariam receber sem esforço, e sim o fato de a moçoila, apaixonada, querer se casar. Ao casar, ela deve abrir mão do benefício, mas ela argumenta que casar sempre foi o seu sonho...
Ai, jisuuuuuuis, alguém diz a ela que romantismo agora não vai resolver mta coisa??? Será q o futuro marido sabe q ela ganha esta quantia e q vai abrir mão?

Talvez este bão seja o post mais romântico do mundo, mas pelamordedeus, ser racional em momentos assim conta bastante.

4 comentários:

Clark disse...

Se ela quiser, eu mesmo celebro o casamento. Ela se veste de noiva, convida todo mundo, faz a festança, tira fotos, tem a lua de mel... e continua oficialmente solteira.

P.S.: cobre barato: 2,5 mill.

Clark disse...

P.S.S.: "cobrO"

Liu disse...

25mil é legal, mas morrer sozinha largada no mundo deve ser triste...

Aaaaaah vaaaah...Ela nao vai casar com um lascado, neeeeah??? =P

V. disse...

Concordo com a Vida.
E dá pra casar sem ser casada, como o Clark disse.

Aff... esse pessoal que confunde sonho com vida prática...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...